Problemas mais comuns com os cães

Home / Problemas mais comuns com os cães

Nos últimos anos recebemos algumas ligações de donos de cães que não tem certeza se o problema do seu cão é realmente um problema ou uma característica genética e quando é um problema não sabem se é possível solucionar com as aulas de adestramento.

Hoje em dia, bons adestradores possuem ótimas técnicas, embasadas em protocolos científicos e técnicas de treinadores reconhecidos mundialmente , portanto, você dono de cachorro pode ficar tranquilo que o adestramento pode ajudar na maioria dos problemas.

A SociedadePet está sempre atualizada e utiliza as melhores técnica existentes além de criar técnicas exclusivas.

Top 10 Problemas de Comportamento Canino:

1 -Pula nas Pessoas;

Pula quando o dono chega, nas visitas, em todo mundo.

Em quase todos os casos que atendemos nos deparamos com cães que pulam, é bem comum e boa parte do problema está no condicionamento incorreto do dono, sem querer o dono acaba estimulando e reforçando esse comportamento e isso desde filhote.

É fácil resolver na maioria dos casos, mas é preciso um trabalho intenso dos donos no primeiro mês de treinamento.

2 – Morder as Pessoas;

Puxa o Vô do Sofá, Morde a barra da calça.

Claro que não atacando de verdade, mas os cães mordem brincando. Isso é uma característica genética que é potencializada por excesso de estimulo dos donos e falta de atividades complementares que supra a necessidade de um cão brincar de morder.

Com uma boa modificação ambiental, na maioria dos casos o cão desiste totalmente desse comportamento.

3 – Roer Objetos;

Destrói o celular, o controle remoto, destrói as cadeiras, é um verdadeiro marginal.

Também uma característica genética bem marcante nos cães. Os cães usam a boca como os humanos usam as mãos. Eles exploram, examinam objetos e fazem um bocado de coisa que não deviam … assim como os humanos.

É preciso ter um ótimo planejamento para conseguir resolver esse problema. É impossível treinar um cão para não querer mais morder, por isso usamos atividades complementares que irão enriquecer o ambiente dele e ´´ aliviar ´´ todas a necessidade diária que ele tem de usar a boca, mas agora em objetos apropriados.

* Repelentes de mordida próprios para cães que são encontrados em petshop´s, geralmente não funcionam e não são necessários.

4 – Ansiedade por Separação;

Late por horas, acorda o prédio inteiro, parece uma ambulância.

Geralmente cães que são deixados sozinhos por muito tempo, desenvolvem esse problema.

Os cão latem, uivam, podem ficar destrutivos, enfim, um problemão para cão, donos e vizinhos, se morar em apartamento então …

Outro perfil de cão que geralmente tem esse problema, são cães que nunca se separam dos donos e quando isso precisa acontecer entram em pânico.

Nós achamos a ansiedade por separação normal, se imaginarmos que os cães são animais de grupo e não estão preparados para ficar muito tempo sem convívio social.

Precisamos ser coerentes e propiciar a melhor qualidade de vida para os cães, isso é nossa responsabilidade como ´´donos´´.

Com uma boa organização da rotina e ambiente, é possível sim que o cão elimine totalmente o problema. Existem casos que o cão precisa passar por um treinamento intensivo, na primeira semana.

5 – Higiene;

A casa cheira como um canil, xixi por todo lado, o tapete já era.

Hoje em dia com a quantidade de informação na internet as pessoas conseguem treinar sozinhas os hábitos de higiene, mesmo em apartamentos as pessoas conseguem criar bons hábitos. Mas claro, existem cães que usam a casa inteira de banheiro, inclusive nas camas.

É sempre bom iniciar esse treinamento com o cão bem novo, assim que chega no ambiente, mas quando isso não é possível, o problema já existe em um cão mais velho, podemos também ensinar novos hábitos.

Com passeios diários e uma boa estratégia do adestrador e do dono, os cães aprendem a usar o banheiro sem problemas.

6 – Puxar na Rua;

Existe até uma piadinha comum para isso ´´ não é o dono que leva o cão para passear e sim o contrário ´´.

Puxar está na maioria do pacote de problemas que encontramos em nossa rotina.

Não é tão difícil de entender isso, os cães passeiam pouco e quando saem, estão ávidos em descarregar toda sua energia na rua, querem farejar tudo, pular nas pessoas, ir de encontro ao cão mais perigoso da vizinhança, enfim, impossível sair com um ´´ meliante ´´ desse na rua.

Acaba gerando um círculo vicioso, o cão é agitado por que não sai para passear por que é agitado demais …

Com um bom condicionamento do exercício ´´ junto ´´ o cão e o dono irão experimentar dentro de pouco tempo um passeio agradável e útil, pois um cão que passeia é mais calmo.

7 – Monta nas Pessoas;

Mata todos de vergonha, parece um animal.

Considerado um estupro por alguns donos, esse é um comportamento bem indesejado.

É comum alguns cães subirem nas pernas, ou em outras partes e movimentar-se como se estivessem acasalando,  independente do sexo, apesar de ser mais comum em machos.

Não fique preocupado que seu amigo está sem controle, na maioria dos casos é somente uma disputa de força que não deve ser iniciada e nem levada á sério.

Exercícios de obediência e a eliminação de alguns estímulos eliminam completamente esse comportamento.

8 – Latido em Excesso;

Fala o dia inteiro, grita o dia inteiro.

O latido, claro, é inerente aos cães, é impossível impedir um cão de latir em algum momento do dia, o que não é normal é quando os cães latem demais, por horas em alguns casos.

Isso mostra que ele está diante de algum estímulo constante, como cães que ficam no portão da frente das casas, é impossível que o cão não lata no portão da frente, não existe treinamento para isso, ou está sob algum estresse emocional ou até um desconforto físico. Portanto é preciso descartar qualquer problema com o veterinário do cão antes de iniciar o treinamento.

Após uma minuciosa avaliação do adestrador e firmada a estratégia com o dono, na maioria dos casos os cães respondem muito bem e eliminam por completo os latidos excessivos.

9 – Hiperativo;

Pavio curto, parece que nunca dorme.

Alguns cães parecem que estão ligados no 220 volts, não param quietos um minuto, estão sempre ativos, prá lá e prá cá … não é possível ficar próximo de cães assim por muito tempo sem ficar esgotado.

Cães muito ansiosos e hiperativos, precisam de uma atenção especial. O ambiente precisa sofrer algumas modificações para que seja possível controlar o cão em alguns casos, os donos precisam dedicar um tempo razoável, se isso não for possível, ele precisa contratar um profissional para passear, dividir as tarefas com os filhos, esposa, enfim, todos com a mão na massa.

Além disso, o cão passa por treinamento de obediência para aprender a se controlar diante de tantos estímulos que uma vida na cidade oferece.

O adestramento não irá modificar a hiperatividade e sim os comportamentos que ela dispara.

10 – Cães Agressivos;

Isso sim é um problemão !

Cães agressivos com pessoas, outros cães e animais requerem muita atenção e cuidado.

Quando um cão morde uma pessoa ou outro cão, ele está inseguro, acha que precisa se defender, pois para ele sua vida está REALMENTE em jogo, ele não entende que as situações são inofensivas e então reage ao extremo e machuca alguém.

O comportamento agressivo nunca é criado de uma hora para outra, ele cresce aos poucos, ao longo de alguns meses ou anos.

Quando o comportamento está sólido, o cão já aprendeu que pode resolver alguns problemas ameaçando alguém com um rosnado e caso não adiante ele morde e resolve, deu certo no passado, ele atacava e as pessoas ( os problemas ) e elas corriam, portanto, por que ele vai deixar de fazer isso, já que para ele esse comportamento o mantém sempre á salvo ?

O dono de um cão agressivo terá um longo trabalho pela frente, treinando todos os dias, pelo menos no inicio, praticando e treinando sempre com o adestrador.